segunda-feira, 4 de abril de 2011

Fumar Mata

Caríssimos leitores,

Hoje venho dar um conselho indispensável e que sem ele em mente estás, literalmente, lixado da vida: é que fumar mata! Pronto, já me posso ir embora...
Brincadeira! Antes de me ir embora tenho que escrever umas história muito divertidas!

Era uma vez um rapaz chamado José. O José era fumador. Ele faleceu prematuramente vítima de cancro na língua. 
Era também uma vez uma moça chamada Josefa; a Josefa trabalhava num bar durante nove horas. Durante essas nove horas diárias, a Josefa estava sempre em contacto com o fumo, mas não fumava. Faleceu também prematuramente, mas antes nenhum indício indicava falta de saúde. Soube-se depois da autópsia que ela faleceu asfixiada, porque não conseguia respirar.
Havia um sujeito - o António - que sempre fumou durante toda a vida e apenas faleceu aos cento e dois anos de idade. Este senhor servia várias vezes como desculpa para fumadores; afirmavam que o tabaco não diminui a esperança de vida. No entanto, a partir dos 62 anos, o António necessitava de assistência permanente do seu médico de família. Aos 70 estava praticamente cego e aos 84 já não conseguia andar. Dos 98 aos 102 (data da sua morte) não podia sair da sua cama. Além disso, o António fumava em casa, ao pé da sua mulher que não era fumadora. Curiosamente, a sua mulher faleceu de cancro no pulmão.

Além disso, só depende do fumador acabar com o seu "vício". Força de vontade é essencial! 
Um trabalhador que, ao desempenhar a sua função está permanentemente em contacto com fumadores, tem o direito a pedir melhores condições ao seu patrão...
E com isto quero dizer que fumar é uma coisa má. E feia.

Cumprimentos.

3 comentários:

  1. é verdade, bom blog, um abraço dany

    ResponderEliminar
  2. Eu por acaso sou fumador e penso que essa mensagem já esta bem vincada na sociedade. Apenas acho que estar repetidamente a falar sobre o mesmo assunto por acaso já cansa um pouco. Acho que isso é uma decisão pessoal que cabe a cada um de nós. Eu por exemplo, além do vicio que tenho de saciar, aprecio fumar. Para mim são momentos únicos.

    Quanto aos bares, os donos sabem perfeitamente no que se estão a meter e se não quiserem fumadores lá dentro: é só por um papelinho vermelho. Acho que já está na hora de pararem com a caça ao fumador. O fumador paga até mais impostos que um não fumador e portanto, até contribuímos para os gastos futuros que iremos necessitar.

    Abraços

    GeoKing13 (Henrique Primo)

    ResponderEliminar
  3. Ouvi falar do sei blog e vim ver.
    E realmente está muito interessante.
    Pode continuar assim.

    Abraço,
    Anónimo

    ResponderEliminar